Por que metodologias ágeis são importantes?

Em um mundo onde cinco segundos é uma longa espera para carregar um site, mais do que protocolos, documentos e registros… a agilidade é essencial. É por isso que as metodologias ágeis têm cada vez mais fãs. Sempre digo à minha equipe que quando se trata de “sujar a mão” e fazer acontecer, é necessária uma metodologia que ofereça qualidade e rapidez na entrega, e essas metodologias cumprem esse papel.

Quando ouço discussões sobre métodos de gerenciamento de projetos, a preocupação em ter uma entrega bem-sucedida é tão grande que é comum buscar os métodos mais convencionais e tradicionais, que oferecem uma gama de processos detalhados que não comprometem a qualidade ou o prazo de entrega. Ninguém quer “sair da caixa”, e talvez esse seja o maior medo de quem não enfrenta o desafio de implementar frameworks como Scrum e SAFe em sua empresa e prefere seguir a abordagem tradicional.

O PMBOK é muito utilizado nesse sentido por ser um guia de boas práticas, um “livro de cabeceira” do gerente de projetos como forma de garantir que nenhum imprevisto ocorra ao longo do caminho. Um método mais engessado, onde qualquer eventual mudança requer avaliação, aprovação e realocação, uma série de fatores burocráticos que podem comprometer o sucesso e a entrega. Tudo o que seu cliente não deseja. Este método não é capaz de lidar com mudanças recorrentes e de curto prazo como Scrum.

A comunicação com o cliente também é essencial. Com o Scrum, a empresa faz reuniões diárias com o cliente e quando o cliente vê seu projeto tomando forma continuamente, mais confiança é adicionada. Quando o cliente tem uma dúvida e o executor participa da entrega, o cliente se sente seguro. Scrum também dá autonomia às equipes e dá a elas propriedade. Quando você tem um profissional para executar um projeto no qual ele tem poder de decisão, isso agrega não só ao projeto, mas também ao clima organizacional da sua empresa.

No mundo digital, precisamos construir, errar e aprender rápido, para entregar agilidade e qualidade. A inovação é necessária, mas para isso ter uma mentalidade ágil é essencial.

Estas são as regras do jogo.

Comentar