6 dicas fundamentais para escrever conteúdo focado em SEO.

A produção de conteúdo sofreu uma grande mudança ao longo dos anos. Quando me formei em jornalismo, em 2014, já se debatia a troca do papel e dos livros pela web. Desde então, as expectativas sobre a tecnologia para os próximos anos eram grandes. Esta teoria se confirmou para mim quando migrei posteriormente do jornalismo para área de marketing/tecnologia na ACCT Consulting & Technology, onde estou até hoje atuando no marketing da própria empresa.

Assim como eu, quem produz conteúdo teve que se adaptar e, além de se preocupar com o leitor, escrever textos que agradassem uma curadoria mais exigente: o Google. Atualmente, ele é o maior buscador do mundo, com 92,41%, segundo o StatCounter.

Ou seja, quem quer ser visto na web e precisa de tráfego para seu site só tem uma saída: uma boa estratégia de Search Engine Optimization, o famoso SEO. O próprio Google tem um guia para iniciantes sobre o assunto.

E se seu site atende aos requisitos básicos de navegabilidade (carregamento rápido e mobile first), o próximo passo é explorar um conjunto de técnicas para ele obter um bom posicionamento nos primeiros resultados do mecanismo de busca. Vamos às dicas:

 

1 – Esqueça o Google e escreva para pessoas.

Sim, você leu certo. Quando falamos de SEO, podemos resumir o papel do Google em dar credibilidade ao conteúdo com valor para o leitor. Afinal, o buscador não posiciona sem motivo o site A em função do B, mas sim, aquele que melhor atende ao leitor. Claro que você não deve esquecer o motor de busca, mas tenha em mente que o leitor é quem definirá qual conteúdo é mais interessante. O que nos leva a próxima dica.

 

2- Defina seu público-alvo.

Determinar o público-alvo é fundamental para saber a linguagem mais relevante para se comunicar com ele. Além disso, por meio dessa classificação, fica mais fácil encontrar um conteúdo que realmente agregue valor. Isso também permite uma aproximação do público com o seu conteúdo e, consequentemente, com a sua empresa ou negócio que pretende divulgar.

 

3- Seja objetivo.

Imagine só que você está com uma dúvida, clica em uma página e ao ler o conteúdo se depara com diversas palavras e nada da sua resposta. E, além disso, existem palavras que você não conhece e o texto é maçante de se ler. Qual a probabilidade de você ficar ali?

Pois é. Por isso, ao escrever, o ideal é ir direto ao ponto e evitar palavras complexas e pensamentos longos. Se algum ponto precisa ser aprofundado, uma dica é utilizar exemplos que façam o leitor se identificar com o que está sendo dito ali e facilite sua compreensão. Outra dica é subdividir o texto em tópicos ou subtítulos, para a leitura fluir melhor.

 

4 – Crie um título atrativo.

O título é a primeira coisa que chamará a atenção do usuário, por isso, ele deve se destacar dos demais. Uma dica é pensar: qual o objetivo desse texto? O que ele pretende? As respostas ajudarão você a pensar em um título ideal.

 

5 – Faça bom uso das palavras-chave.

No passado, era necessário utilizar a mesma palavra-chave inúmeras vezes, linha após linha, tornando o texto cansativo. Ou seja, se o objetivo era ranquear o seu site com o termo ‘melhores lojas de vinho online’, você deveria utilizar este termo repetidamente em todo o artigo. Hoje, o Google entende que se trata do mesmo tema, portanto é possível flexibilizar esse uso.

Por isso, use as palavras-chave referentes ao seu tema de forma distribuída, agregando valor ao conteúdo, sem a necessidade de repetição. Algumas ferramentas podem te ajudar com relação às palavras-chave como, o keywords planner (planejador de palavras-chave para anúncios), Ubersuggest (ferramenta de pesquisa de palavras-chave) Google Trends (mostra os termos mais buscados) e o Semrush (faz análise de palavras-chave, domínio e concorrentes).

Ah, e para o caso de palavras-chave para anúncios, o próprio Google tem um conteúdo bem completo sobre o assunto.

 

6 – Traga backlinks para seu texto.

Outra forma de fazer com que seu conteúdo tenha mais credibilidade com o Google é o uso de backlinks, ou seja, colocar links presentes em outros sites que apontam para o seu domínio. Se o seu site tem um blog com conteúdos legais, por exemplo, você pode criar backlinks que direcione para eles.

Outra alternativa é criar backlinks para outros sites, por exemplo, de parceiros do seu negócio, mesmo nicho de mercado, que contenham dados para complementar o seu conteúdo ou que eventualmente você tenha sido citado.

Só atenção para onde você direciona, se é um site relevante e se ele está coerente com o seu conteúdo para não ficar sem sentido. Uma dica é usar backlinks que contenham dados e pesquisas, pois aumenta a autoridade do conteúdo.

 

Nada disso funciona sem um bom site.

Todas as dicas acima de nada adiantam sem um bom site. Ser atraído para um site e ao acessá-lo se deparar com navegabilidade ruim, carregamento lento ou com plugins que não funcionam são pontos que fazem com que o leitor recuse aquele conteúdo.

Outro fator que afasta a pessoa do texto é tentar acessar um site pelo smartphone e descobrir que ele não é responsivo, afinal o aumento de tráfego mobile está em crescimento. Um estudo da Similarweb, por exemplo, apontou que o tráfego mobile aumentou 30,6%, enquanto o tráfego de desktops caiu 3,3%.

Assim, não deixe de investir no seu site, para receber bem o leitor e proporcionar um espaço realmente prazeroso de buscar conhecimento. Aqui na ACCT nosso time de Business Intelligence que atua no uso de dados para tomada de decisão possui especialistas que prestam uma consultoria de SEO (análise, estudo e levantamento de palavras-chave) e as melhores soluções para otimização dos sites.

Comentar