Entregando projetos digitais complexos.

Hoje em dia, depois de um site ir ao ar com soluções totalmente fora da caixa, fiquei me perguntando por que somos reconhecidos no mercado como a “equipe que resolve” e conseguimos entregar projetos tão complexos, muitos deles com prazo mais curto do que o esperado. Comentei alguns fatores decisivos para o sucesso na execução desses projetos.

ACCT tem uma equipe de desenvolvimento muito grande e tudo começa aí. Temos Squads dentro da empresa que trabalham com um número muito alto de desenvolvedores em comparação com o número de desenvolvedores que vemos em outras empresas do nosso mercado.

Outro ponto em relação a isso é que nossas equipes estão voltadas para questões mais específicas, como arquitetura de projetos, desenvolvimento de aplicações, entre muitos outros serviços. Em outras palavras, temos uma base de conhecimento de desenvolvimento dividida por Squads que estão trabalhando dentro do projeto e que beneficiam essa questão de trabalhar com algo mais complexo. Uma vez que a equipe é especializada, a complexidade é apenas uma questão de aprofundar o problema, de ter, de acordo com a expertise técnica da equipe, uma forma de atender a demanda.

Hoje, a ACCT tem um processo de desenvolvimento onde o problema é muito bem pensado antes de realmente se unir para resolvê-lo. Não há muito o que mudar o volante do carro com ele andando. Primeiro escrevemos todo o processo funcional, depois pensamos na arquitetura técnica e só depois executamos o desenvolvimento.

Outro fator é que os níveis de habilidade da equipe de desenvolvimento são muito altos. O nível de conhecimento de nossos programadores, as linguagens, os frameworks que eles conhecem, são coisas muito avançadas. Isso torna muito mais fácil entrar em um projeto que possui uma barreira técnica mais alta.

E por último, mas não menos importante, hoje a ACCT usa metodologias ágeis para implementar projetos. Com isso valorizamos ainda mais a comunicação, os rituais e a entrega do projeto. Esses rituais incluem planejamento diário para que a cada semana vejamos o que está sendo feito e o que será feito até o final da próxima semana. Outro processo do dia a dia é a retrospectiva, onde identificamos o que está dando certo, o que está errado e a partir disso temos um plano de ação para podermos atuar no que precisa ser melhorado.

Tudo isso nos dá consistência. Além disso, quando a gente tem um problema muito grande, a gente consegue dividir, a gente pensa como deve ser feito funcionalmente, como deve ser desenvolvido tecnicamente e vamos lidar com isso no dia a dia.

A cada dia pensamos mais no problema e continuamos com as entregas, então essa consistência garante o produto final de forma qualitativa.

Comentar