Lorem Ipsum: Usar ou não usar? Eis a questão.

Uma reflexão sobre o uso de textos fictícios e placeholder nos projetos de design.

Que atire a primeira pedra aquele designer que nunca colocou um texto totalmente aleatório apenas para ilustrar ao cliente o campo de texto no seu projeto.

Muitas vezes usamos esta “ferramenta” para facilitar nosso trabalho e agilizar o que estamos fazendo. Afinal, é muito mais rápido copiar e colar aquele famoso “Lorem Ipsum” do que esperar o cliente enviar um texto ou a gente mesmo criar um conteúdo fictício porém, próximo da realidade.

Colocamos um texto como esse para depois alterar para o verdadeiro e precisamos em alguns casos explicar ao cliente: Olha, esse é um texto irreal, ok? Inseri ele só para mostrar o campo de texto, onde ele vai estar, o tamanho, etc.

Dito isto, decidi trazer um ponto de reflexão: Usar ou não usar o Lorem Ipsum? Não quero colocar a análise como um mandamento a ser seguido de forma engessada, mas apresentar pontos positivos e negativos para que VOCÊ decida o que é melhor para o seu cliente ou projeto.

Por acaso você sabe a origem deste texto tão famoso?

O texto que encontramos hoje possui uma origem bastante antiga, uma passagem do texto de Marcus Tullius Cícero, no século 1 A.C. Intitulado “De finibus bonorum et malorum” (No fim do bem e do mal), obra que consiste em cinco livros onde é feita uma abordagem filosófica sobre a ética.

Nosso Lorem Ipsum foi retirado de partes do primeiro deles, Liber Primus, no qual Cícero faz uma discussão sobre a teoria do hedonismo. Seus trechos foram retirados fora de sequência e de maneira a transformar em um texto sem sentido em latim, encurtando palavras, adicionando letras e mudando a sua ordem.

No entanto, não há de fato dados que mostrem quando isso começou a ser feito e existem alguns registros de Lorem Ipsum em diferentes épocas da história. Seja na década de 1960 com a empresa britânica de criação de fontes, Letraset, que divulgava suas novas fontes usando Lorem Ipsum ou na década de 1980 com a empresa norte americana de softwares Aldus Coorporation e seu produto, PageMaker, onde vinham templates de design com o texto Lorem Ipsum. No mundo do marketing e do design, o modelo de texto fictício é muito usado e é válido para ajudar nos projetos que trabalhamos.

É bom ou ruim usar Lorem Ipsum?

A discussão vai muito além dessa simples questão. Afinal de contas, como várias ferramentas dentro do universo de User Experience, ela não pode ser pensada como algo imutável, engessada ou que seja uma verdade absoluta. Existem diferentes fatores que precisamos analisar para de fato decidir se usamos ou não este artefato.

Sendo assim, optei por separar os pontos positivos e negativos para entendermos bem o seu uso e função.

Positivos

Convenhamos, se ele não servisse para nada, porque é usado por anos e anos por milhares de empresas e pessoas?
O Lorem Ipsum é um texto usado como modelo para placeholder de texto (espaço onde posteriormente terá um texto real), uma vez que é fictício e apenas mostra no design onde o texto seria colocado. Por ser um texto com diferentes tamanhos de palavras e frases, letra maiúscula e minúscula, ele auxilia o designer e o cliente a compreender melhor o tamanho de texto necessário para inserir dentro daquele espaço e dá uma ideia da harmonia entre visual e textual que aquilo pode gerar.

É inegável que inserir um texto fictício como este torna o processo muito mais ágil, o designer está concentrado em todo um projeto e consegue não se preocupar com um texto correto ou real e auxilia para que entenda o tamanho do texto, linhas, caracteres e analisar fatores com relação a tamanho de fonte, cor, etc.

Outro bom motivo de usar um texto fictício no seu projeto é que ao mostrar para o cliente, ele poderá focar em todo o aspecto de fluxo, funcionalidades e o aspecto visual. Caso seja um texto próximo da realidade, ele pode acabar querendo mudar o texto, se prender a títulos e nomenclaturas que depois ele mesmo poderá alterar e deixar de realmente analisar todo o seu trabalho.

Por ser uma ferramenta bastante conhecida no mundo digital, a grande maioria dos clientes vai entender que ali funciona apenas como um modelo e que posteriormente ele poderá adicionar um texto que quiser. Afinal, ele vai saber já a quantidade de linhas e o comportamento que tenha caso queira utilizar um texto de tamanho maior ou menor.
O uso do Lorem Ipsum é mais usado em textos com número maior de linhas ou caracteres, como descrição de produtos, informações de “quem somos”, blogs e outros textos similares que podem aparecer nas páginas de sites e aplicativos, mas nada impede que você use em outros espaços também.

Quando falamos sobre o lado de validar o design feito com um teste rápido ou por meio de uma prova de conceito, o uso de um placeholder para texto agiliza todo o processo, pensando sempre que podemos estar com trabalhos com prazo curto e que precisamos fazer apresentação com o cliente de tudo que construímos com uma reunião rápida. O próprio cliente na hora de fazer uma validação da POC (prova de conceito) não vai de fato reparar em questões textuais e sim na parte visual, de espaços, tamanho de texto e fontes, pontos que podem ser feitos usando o Lorem Ipsum.

Agora, um texto bem diferente como este, fictício, como escrever tudo isso? Na verdade não vai. Hoje em dia existem diferentes sites que geram o nosso famoso Lorem Ipsum e inclusive com diversas variações, cada vez mais mudanças e palavras inventadas dentro de um texto modelo que pode ajudar no senso de criatividade e até mesmo para deixar uma apresentação com um clima mais leve, agregando humor. Afinal, existem variações como a “Mussum Ipsum”, “Bacon Ipsum”, entre outras que vão servir para dar leveza. Mas é sempre bom ter em mente como é seu cliente e para quem você vai apresentar isso. Existem momentos para tudo e cada cliente pode reagir de uma maneira diferente ao ler algo com humor dentro do projeto.

Negativos

Agora vamos para o outro lado, o momento em que trarei aqui alguns pontos negativos que a utilização do Lorem Ipsum pode acabar gerando dentro dos nossos projetos.

Começo aqui pelo lado do cliente. Sim, ao mesmo tempo que para alguns clientes pode servir perfeitamente bem o uso de um texto fictício, para outros isso pode vir de forma negativa. Caso você esteja fazendo layout de um blog ou de um espaço de notícias e informações, precisa entender que o uso do Lorem Ipsum pode dificultar o entendimento de alguns espaços. Como saber o tamanho do título de uma matéria? Vou escrever “título”? e se embaixo mostra quem escreveu? E se ainda tiver aquele subtítulo, como saber qual pedaço do texto fictício eu vou inserir ali para dar a ideia necessária de fontes, tamanho e como o cliente vai entender se está tudo com a mesma frase?

Refletindo sobre esses temas, penso que não deve levar muito mais que poucos minutos para inventarmos um título “real” como “Uma descoberta incrível foi feita por pesquisadores de uma universidade”, escrito por John Taylor e um subtítulo seguindo essa ideia de inventar um texto real. Dessa maneira, a gente consegue de fato passar para o cliente o que queremos e como queremos com aquele espaço de texto ali e ele mesmo, que muitas vezes será quem vai alimentar aquele espaço de texto, sabe o que colocar ou não.

Outro ponto importante do cliente é o fato de ele não entender a questão do Lorem Ipsum. Justamente ele vai querer um texto mais real, ainda que você invente ou copie do site atual algo antigo, ele vai preferir que na loja virtual dele esteja escrito “Tênis Masculino Verde” ao invés de Lorem Ipsum. Ele vai gostar de ver que você buscou algo próximo da realidade dele, vai se sentir representado e fica de uma forma mais tangível a ideia de como o produto dele vai ficar naquele design que você está construindo.

Existem diferentes momentos do processo de User Experience em que podemos pensar em retirar o Lorem Ipsum. Em um teste de usabilidade, um texto como esse pode confundir o usuário em alguma ação, não passa a real ideia do que estamos construindo e o resultado pode ser impactado por isso.

O nosso trabalho busca sempre as melhores soluções para os nossos usuários, criando fluxos e fazendo com que seja uma maneira intuitiva e prática de receber as informações. Neste sentido, quando criamos esses fluxos e caminhos e colocamos isso para ser testado ou apresentado a potenciais usuários, o texto fictício vai influenciar suas ações, pensamentos e o comportamento dele com o design que você construiu. O usuário deve ter uma relação com o texto que você criou e por conta disso, utilizar um texto mais próximo da realidade ao invés de inserir Lorem Ipsum faz com que ele possa criar essa conexão com as informações e navegar pelo protótipo com um entendimento melhor da mensagem e informação que você quer repassar a ele.

Devo ou não devo usar?

Como fiz questão de salientar desde o início, meu desejo aqui é colocar você para analisar e pensar no uso do Lorem Ipsum. Vimos pontos positivos e negativos, ou seja, podemos usar em alguns momentos e em outros não, vai depender de uma série de fatores que precisamos elencar antes de realmente tomar uma decisão. Lembrar principalmente que nosso trabalho não é engessado, não está escrito em pedras. Podemos começar de uma forma e mudar, refazer, inserir, tirar, ver o que fica melhor para cada intuito.

A melhor pergunta neste caso seria “Como usar?” ao invés de dever ou não usar. Quando sabemos a sua função e como funciona, para que serve esse tipo de ferramenta, vai ficar melhor para entender como um texto como esse poderá nos ajudar ou não.

Podemos mesclar o uso de um texto real para títulos, botões, textos menores e usar um Lorem Ipsum para textos maiores? Talvez faça sentido no seu projeto, talvez não. Não é bom pensarmos que quando usamos, temos que usar sempre alguma ferramenta como essa. Ou venhamos dizer que nunca usaremos, sendo que em algum momento isso possa fazer sentido no nosso trabalho.

Importante é termos o conhecimento do que é um texto fictício, em que momento isso pode ser útil e agregar dentro do seu projeto e quando o seu uso pode resultar em um impacto negativo.

Comentar