Gigante global no setor de eletrônicos busca melhorar a qualidade de seu e-commerce através de automação de testes de qualidade.

Empresa gigante global no segmento de tecnologia, atingiu seu pico em meados de 2006 com design inovador e tecnologia de ponta, solidificando uma liderança absoluta na venda de TVs, monitores e smartphones.

 

Desafio

A empresa identificou algumas falhas em seu processo de análise de qualidade de software que estavam gerando problemas de funcionamento de seus sistemas, em especial em sua plataforma de e-commerce. Estes problemas recorrentes eram identificados tardiamente por consequência de algumas falhas no processo de análise de qualidade antes do momento de lançamento de uma nova versão desse software. Essas falhas acabam comprometendo as entregas e aumentando o custo final para o cliente, pois a empresa não contava com profissionais para realização de testes no modo de produção.

A ACCT que possui uma longa parceria com a VTEX, tecnologia utilizada no e-commerce da empresa em questão, encontrou uma solução com seu time de especialistas em qualidade de software, responsável por acompanhar todo o processo de criação e desenvolvimento de um novo produto.

 

Solução

A proposta da ACCT foi automatizar os processos de testes por todo o website da companhia, que consiste no uso de sistema operacional para controlar a execução de testes de software por meio da aplicação de ferramentas, comparando os resultados esperados com os resultados reais.

Essa estratégia possibilita a redução do envolvimento humano em atividades manuais, redução de tempo requerido e portanto redução no custo final para o cliente.

Para este cliente, o time de qualidade realizou um planejamento desde a seleção da melhor ferramenta para o cliente, criação de um escopo, design e desenvolvimento até a execução do teste e evolução deste.

A ferramenta desenvolvida pela equipe disparava alertas automaticamente via slack e e-mail com evidências como por exemplo, vídeos tornando mais fácil a identificação do problema.

Com isso, as tarefas que seriam analisadas por um analista humano, são analisadas por ‘robôs’ otimizando o tempo de entrega.Enquanto sem automação o analista humano faz as atividades sequencialmente em diferentes dispositivos, o robô realiza os testes de forma paralela, verificando ao mesmo tempo o desktop, mobile tablet e outros aplicativos agilizando o tempo de entrega de performance ou de identificação de erro.

Assim, o analista humano ganha esse tempo para fazer outras análises, não ficando preso a execução desses testes continuamente a cada versão.

 

Garantindo a melhor tecnologia.

Um sistema de garantia de qualidade visa aumentar a confiança e a credibilidade de produtos, processos e serviços. Ao mesmo tempo, melhora os processos de trabalho e a eficiência, além de permitir que a empresa tenha o máximo controle e prevenção contra defeitos e avarias.

 

 

O controle de qualidade é uma necessidade porque todos cometemos erros. Pense assim: você compraria um carro, telefone celular ou fogão que não tivesse sido testado ao limite de forma programática e aleatória?

 

Automatizando testes de qualidade.

Automação de testes é o uso de software para controlar a execução de testes de software através da aplicação de estratégias e ferramentas, comparando os resultados esperados com os resultados reais.

 

 

Seus objetivos são:

  • A redução do envolvimento humano em atividades manuais.
  • A redução de tempo requerido.
  • E de custo final.

 

O que automatizar? Por quê?

Testes de regressão podem ser maçantes, pois são repetições de testes já realizados após modificações a um programa. Eles procuram descobrir a existência de defeitos introduzidos ou não cobertos originalmente no desenvolvimento das alterações ao programa. Esses testes são desenvolvidos, geralmente, de forma vagarosa e precisam ser executados repetidas vezes e em diferentes dispositivos.

 

Benefícios

  • Evitar o trabalho manual em excesso.
  • Prover feedback de forma frequente.
  • Reduzir a probabilidade de erros das tarefas de teste.
  • Prevenir erros antes de chegar ao cliente.
  • Otimização do tempo de verificação de layout.
  • Execuções podem ser iniciadas a qualquer momento ou agendadas.

 

Testes funcionais

Esses testes têm como objetivo garantir a usabilidade do usuário de forma que ele não encontre nenhuma dificuldade ao navegar no dispositivo, são testados ações como por exemplo, uso do campo de busca, abrir a página de um produto e até fazer a compra de um item. Outro ponto aqui é garantir que no caso de um erro no site, este emita a informação correta do erro.

 

 

Testes visuais

Um diferencial pouco realizado no mercado por ser muito dinâmico é o uso de testes visuais. Por meio da automatização, é feito um comparativo de elementos visuais em várias combinações de tela buscando erros.

Neste processo, se baseando na imagem do FIGMA, um editor gráfico de prototipagem de projetos de design, a imagem real é comparada no momento da publicação em diferentes dispositivos. Caso exista alguma inconsistência como banners, ou páginas quebradas.

Para essa empresa, que atua no mercado de dispositivos eletrônicos e possui uma loja com design inovador, o teste funcional foi essencial.

 

 

Qual o retorno sobre investimento de ter um time de QA?

Para responder essa pergunta sempre temos que pensar em três fatores:

  1. Custo da falha.
  2. Custo da prevenção.
  3. Custo da avaliação.

 

O custo da falha é o prejuízo real, pode ser medido de forma nominal. Ele pode ser o valor que deixamos de vender por um período que a falha ocorreu, o valor de uma diferença de preço de um produto que foi calculado com erro, ou um valor que foi preciso devolver ao cliente devido a uma falha.

O custo que é necessário para corrigir a falha leva em conta a operação necessária para solução, bem como todo o recurso que envolve a solução, mesmo que envolva outras questões ambientais. Esse é o custo mais alto, pois envolve um valor empírico, é relativo ao grau de confiança que a marca possui no mercado, esse valor deve ser primordial na tomada de decisão.

 

 

Esses três custos são menores, ou nulos, a cada problema que é antecipado.

Custo do Software de Qualidade.

 

 

Resultados

 

 

  • 66% de redução no processo de testes.
  • Testes realizados por analista humano: 36 execuções geradas, exemplo: 12 no mobile, 12 no Chrome, e 12 no Firefox.
  • Testes realizados pela automação: 12 execuções.

Comentar